O que são geotecnologias?

O que são geotecnologias?

O que são geotecnologias? Quais áreas ela pode beneficiar? Quais são as mais utilizadas atualmente?

Neste artigo você terá as respostas para todas essas perguntas. Então, se deseja saber mais sobre o assunto, não deixe de acompanhar os próximos parágrafos.

 

 

O que é geotecnologia, afinal?

 

Antes de tudo, geotecnologias são um conjunto de soluções tecnológicas utilizadas para coletar, processar e analisar informações geográficas.

Essas soluções foram desenvolvidas a partir do geoprocessamento, isto é, ciência que usa técnicas matemáticas e computacionais para o tratamento de dados geográficos.

Além disso, as geotecnologias são formadas por recursos como hardware, software e peopleware, considerados grandes aliados na tomada de decisão de diversas áreas e negócios.

Apesar de serem comumente confundidas com o Georreferenciamento e com a Geomática, as geotecnologias designam as etapas que envolvem tanto o uso quanto a análise espacial de dados geográficos e seu compartilhamento.

Em síntese, as geotecnologias são compostas por uma série de tecnologias, como, por exemplo, Sistemas de Informação Geográfica (SIG), Sensoriamento Remoto, Sistema Global de Navegação por Satélite (GNSS), relacionado à topografia e Cartografia Digital, com seus bancos de dados e webgis.

Quais são as principais geotecnologias do mercado?

Agora que você já sabe o que são geotecnologias, conheça um pouco sobre as mais utilizadas:

 

Sistema de Informação Geográfica (SIG)

O Sistema de Informação Geográfica (SIG) é composto por um conjunto de sistemas de softwares e hardwares capazes de produzir, armazenar, processar, analisar e representar inúmeras informações sobre o espaço geográfico.

O estudo dessas informações produz mapas temáticos, imagens de satélites, cartas topográficas, gráficos e tabelas que representam digitalmente o espaço real.

Representação vetorial e matricial de uma mapa temático

Representação vetorial e matricial de um mapa temático.

 

Etapas do processo de aquisição e distribuição das imagens de sensoriamento remoto

 

Etapas do processo de aquisição e distribuição das imagens de sensoriamento remoto

 

Sensoriamento Remoto

É uma técnica de obtenção de informações sobre um objeto através da análise de dados adquiridos por dispositivos que não estão em contato direto com o mesmo.

Em geral, os sensores remotos conseguem encontrar a energia do alvo e convertê-lo em um sinal que pode ser gravado em um formato adequado para a extração de informações sobre o objeto a ser estudado. Esses sistemas possuem a capacidade de coletar energia acústica, energia eletromagnética e energia gravitacional.

As informações são apresentadas em imagens, sendo mais utilizadas, atualmente, aque­las captadas por sensores óticos orbitais localizados em satélites.

 

GPS – Sistema de Posicionamento Global

Sistema composto por um grupo de satélites que podem determinar a localização e o posicionamento de um receptor em qualquer lugar na superfície da Terra, no mar ou no ar.

Desse modo, um dispositivo receptor, através de sinais de radiofrequência, consegue determinar sua distância em relação a pelo menos quatro satélites. Com base nas coordenadas de satélite e nas distâncias, também é possível calcular as coordenadas do dispositivo receptor do usuário.

Geotecnologia GPS Sistema de posicionamento global

GPS – Sistema de Posicionamento Global

Triangulação a partir de 4 satélites para GNSS

Triangulação a partir de 4 satélites permitem o cálculo da posição do receptor GNSS (ponto vermelho).

Sistema de Navegação Global por Satélite (GNSS)

Envolve um conjunto de sistemas que possibilitam a navegação e o posicionamento de um elemento na Terra, tomando como referência uma constelação de satélites de recobrimento global.

Topografia

Técnica que permite fazer medições para descrever e representar uma porção da superfície terrestre. Como seus levantamentos não consideram a curvatura da Terra, ela é aplicada em pequenas áreas.

Estamos falando de uma fonte de dados espaciais de base, já que tem a possibilidade de detalhar um terreno, suas dimensões, variações altimétricas e planimétricas. Portanto, é uma geotecnologia amplamente utilizada na construção civil.

 

Onde as geotecnologias podem ser aplicadas?

  • Agricultura e pecuária;
  • Construção civil;
  • Telecomunicações;
  • Análise, exploração, estudo e conservação de recursos naturais;
  • Planejamento Urbano e Regional;
  • Prevenção de desastres naturais, entre outros.

Além de descobrir o que são geotecnologias, você também já sabe que elas são relevantes para diversos segmentos da economia.

Quer saber como nós da Mirante Engenharia utilizamos as geotecnologias a favor do seu negócio?

Fale conosco agora mesmo

 

Imagens de Geotecnologias aplicadas a projetos

 

Cadastre seu email em nossa lista e fique por dentro de todas as atualizações.


 

Leia também

 

Clash detection em implantação de TCLD

“Clash Detection” na implantação de um TCLD (Transportador de Correia de Longa Distância)

A implantação de projetos de capital no setor de mineração tem crescido significativamente em função das adequações aos padrões internacionais de segurança na indústria. Nesse sentido, a construção de um banco de dados de projeto, compatibilização de disciplinas e uma estruturação analítica do projeto são pontos de inovação necessários para melhorar a performance e controle […]