Mapeamento Aéreo

A captura de imagens a partir de um referencial acima do solo traz inúmeras vantagens para a visualização e mapeamento de áreas. A ampla visão proporcionada pela tomada aérea pode ser essencial para projetos que exijam uma perspectiva de cima e com riqueza de detalhes. Atualmente, contamos com várias tecnologias para imageamento aéreo capazes de entregar um alto volume de informações em um curto período.

Inicialmente, podemos destacar os levantamentos aerofotogramétricos, produzidos a partir de tomadas sobrepostas e sistemáticas de imagens, visando à produção de ortomosaicos, ortofotocartas, Modelos Digitais do Terreno (MDT) e Superíficie (MDS). Tradicionalmente, esses serviços são executados com o emprego de sensores embarcados em aeronaves tripuladas, o que sempre se traduziu em um alto custo para o cliente. Contudo, com o surgimento dos VANTs (Veículos Aéreos Não Tripulados), tornou-se possível a utilização desses equipamentos em projetos de pequeno e médio portes com uma excelente relação custo-benefício.

Além dos trabalhos fotogramétricos, os VANTs ainda podem operar com outros tipos de sensores embarcados como: câmeras multiespectrais – ideais no setor agrícola para análise de vegetação – e câmeras NIR (câmeras de infravermelho) – capazes de detectar diferentes intensidades de calor, sendo ideais na análise de combustão de chaminés, resistência de fios e condutores, dentre outros.

Por fim, os VANTs multirrotores (conhecidos popularmente como “drones”) são de extrema utilidade na inspeção e imageamento de áreas remotas e de difícil acesso. Seu prático controle, viabiliza aplicações como: inspeções de telhados, tubulações e outras estruturas; filmagem de área de pequeno e médio porte; inspeções de áreas invadidas; inspeções de áreas sob risco de segurança (como erosões, trincas, etc.).

Conheça nossa tecnologia