5 vantagens do sistema BIM em projetos de engenharia

5 vantagens do sistema BIM em projetos de engenharia

A indústria 4.0 e as novas configurações das cadeias produtivas requerem processos e métodos de trabalho cada vez mais inteligentes e eficazes. Produtividade, otimização de recursos, bom uso da informação e trabalho conjunto são alicerces dessas transformações, e as organizações que pretendem ter vida longa no mercado precisam incorporar essa dinâmica.

O BIM (Building Information Modeling), sistema utilizado em projetos de engenharia, possui aplicações que vão ao encontro dos conceitos da prática diária da e da indústria 4.0 com suas novas configurações. O sistema é baseado na colaboração, na informação e na tecnologia e está se tornando um padrão exigido por organizações privadas e governamentais em todo o mundo. Alguns países como Estados Unidos, Chile, Holanda e Coreia do Norte já consideram o uso BIM como exigência na apresentação e na execução de projetos. No Brasil, o decreto presidencial assinado este ano estabelece a sua obrigatoriedade em projetos e construções brasileiras a partir de 2021.

Além da automação dos processos e da construção de um sólido banco de dados, o sistema BIM apresenta diversas outras vantagens, entre as quais selecionamos as 5 principais. Confira!

1. Redução de custos

Otimizar a estrutura de custos de produção e de execução de projetos é uma busca constante nas indústrias, já que se tem aí um caminho seguro para a lucratividade e aumento da competitividade no mercado. Ao ter o BIM como bússola, as organizações podem contar com um grande impulso na economia de recursos.

Entre as diversas possibilidades ressaltamos:

– mais efetividade nas estimativas dos custos de produção;

– execução de tarefas em tempo consideravelmente menor;

– redução de perdas e desperdício ao longo da cadeia produtiva;

– base de dados atualizada, o que elimina erros na gestão do estoque e de compras, por exemplo.

2. Maior controle de processos na empresa

O BIM permite que se tenha um mapeamento completo dos processos da empresa em diversas áreas. Sendo assim, tornam-se mais factíveis a gestão de cada fase, a otimização dos fluxos de trabalho e até mesmo a qualidade da execução de demandas tanto operacionais quanto estratégicas, entre outros pontos de igual importância.

Vantagens como dimensionamento correto de equipe, planejamento mais refinado das operações em campo, integração entre as etapas do projeto e facilidade de localização de informações estratégicas fazem parte das melhorias no que tange à gestão de projetos.

3. Aumento da produtividade

O uso do BIM faz com que o tempo de execução de diversas tarefas ao longo do projeto seja reduzido. Isso tanto pela alta eficiência do banco de dados criado e pela facilidade de inserção e alteração de informações (quando necessário) quanto pela precisão que os recursos conferem a mapeamentos e imagens.

Somados a isso, tem-se também a maior facilidade de localização de dados e o incentivo à fluidez das comunicações entre as equipes, como veremos mais adiante.

4. Auxílio na redução de impacto ambiental

A capacidade de fornecer e armazenar dados refinados e altamente precisos confere ao BIM excelentes resultados no que se refere a estudos de impacto ambiental. É possível levantar, com riqueza de detalhes, previsão de emissão de poluentes, impacto das construções às comunidades locais, alterações no ambiente e ecossistema da região, mapeamento de áreas vulneráveis a perfurações, entre outros. E assim, ter ciência de como o projeto afeta o meio ambiente e de como proceder para tornar os trabalhos mais sustentáveis.

5. Potencialização da interação e do trabalho em equipe

O sistema BIM tem uma natureza coletiva e interdisciplinar. Ele funciona como um aglutinador de informações que serve para todos os setores da empresa e, consequentemente, é criado por todas as equipes. Essa construção coletiva incentiva a cultura do trabalho em equipe e promove um clima organizacional mais agradável.

Os campos da engenharia, da arquitetura, da T.I, da logística como um todo são os setores em que se destaca a multidisciplinaridade dos projetos pautados pelo BIM.

A opção pelo sistema BIM (Building Information Modeling) leva mais organização para o dia a dia das empresas, bem como garante processos mais consistentes, dinâmicos e qualificados.

A Mirante Engenharia está apta a desenvolver modelos e projetos compatíveis com as diversas plataformas BIM. Além disso, o “Scan-to-BIM” nos permite a digitalização 3D de estruturas civis, industriais e mecânicas cujos projetos foram elaborados de forma convencional. Com isso, tais estruturas podem ser importadas ao sistema BIM, permitindo futuras interações, adaptações e ampliações dos projetos, além da criação de um acervo inteligente e facilmente manipulável.

E então, gostou do conteúdo? Acompanhe nossa página no LinkedIn e fique por dentro do que está acontecendo em nosso mercado.